BRASIL Natasha Rodrigues

Carne de Frango da Sadia e Perdigão é Retirado dos Mercados

Carne de frango podem estar contaminadas pela salmonella

A BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão anunciou o recolhimento de 464,3 toneladas de carne de frango com risco de salmonella.

Carne de frango da Sadia e Perdigão é retirado dos mercados
Foto: Reprodução Internet

Na nota oficial, a empresa de alimentos brasileira informou que 164,7 toneladas do produto iriam para os mercados e outras 299,6 toneladas seriam vendidas para outros países, todos estão sendo retiradas de circulação.

Portanto, os lotes que podem estar contaminados foram produzidos no dia 30 de outubro de 2018 e entre os dias 5 e 12 de novembro do mesmo ano.

Fique atento aos produtos que estão sendo retirados do mercado:

  • Coxas e sobrecoxas sem osso;
  • Meio peito sem osso e sem pele (em embalagens de 15kgs);
  • Filezinhos de frango (embalagem de 1kg);
  •  filé de peito (embalagem de 2kg);
  • Coração (embalagem de 1kg).




Além disso, o comunicado da empresa diz ainda:

“A BRF S.A., informa aos consumidores que está recolhendo voluntariamente alguns lotes de produtos da marca Perdigão derivados de frango in natura, fabricados em sua unidade de Dourados-MS por risco de presença de Salmonella enteritidis.”

Risco

Se estes alimentos estiverem contaminados e não forem muito bem preparados – completamente fritos, cozidos ou assados pode apresentar risco a saúde.

Como resultado desse risco, pode causar infecção gastrointestinal.

Confira os sintomas causados pela bactéria:

Dores abdominais, diarreia, febre e vômito.

Em conclusão, os consumidores que tiverem produtos dos lotes com risco, devem entrar em contato:

0800 031 136 15 ou recolhimento.sac@brf-br.com

 

Vector News | Por Natasha Rodrigues

Sobre o autor | Website

Redatora, 23 anos, reside em Barra Bonita. Atuou em diversas áreas do Jornal Impresso, além de Produção de Vídeo, Gestora de Mídias Sociais e Colunista Social, posteriormente em Revista Local, hoje, Consultora em Marketing e Redatora na Vector News.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!